quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Universidades de Santa Cruz de la Sierra



Reservo esse espaço para falar um poco das universidades de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia.

O que mais atrai estudantes brasileiros à Santa Cruz de la Sierra é o preço e o ingresso aberto, sem vestibular ou qualquer outro tipo de avaliação. Todos os anos chegam milhares de brasileiros vindos de todo o canto do Brasil em busca de um "sonho" e muitos desconhecem totalmente a realidade do ensino daqui. Boatos de corrupção, de compra e venda de diplomas e notas, de falta de estrutura são exemplos.

Na condição de estudante, vou relatar aquilo que dizem ser a realidade das universidades bolivianas e aquilo que eu vejo com meus próprios olhos.

Em Santa Cruz tem cinco universidades privadas com cursos de medicina e, em cada uma delas, tem mais de mil brasileiros matriculados. São várias as opções e preços que, na verdade, não se difere tanto entre uma e outra e o ensino no geral é muito parecido. É muito comum um professor sair de uma universidade e ir para outra onde leciona também; assim como é muito comum alunos saírem de uma universidade e matricular-se em outra. Não há prova de transferência e nem vestibular ou qualquer outro método de avaliação para ingresso. Se queres se matricular, bastas chegar com RG e uma cópia  do histórico escola (sim, uma cópia; se quiser traz os originais só no final do curso) (algumas exigem o original no ato da matrícula ou para rematricula no segundo semestre).

Os preços são muito parecidos entre todas elas, cerca de 200 dólares. Exceto a Católica, que está cerca de 400 dólares.

São elas:

Universidad Católica Boliviana San Pablo 

Não tem relação nenhuma com a PUC (Pontifícia Universidade Católica) do Brasil ou qualquer PUC do mundo e é a universidade mais cara de Santa Cruz. Tem fama de ser mais rígida e muitos alunos desistem de lá e se vão para outra universidade que consideram mais fácil de passar. Creio que a dificuldade ali seja mais pelo fato de ser anual e não semestral e, caso repita uma única matéria, repete todo o ano.

Vantagem: Os alunos que optam em estudar lá são um pouco mais interessados e melhores preparados, isso beneficia a qualidade geral do ensino. Não convalida nenhuma matéria (o que é convalidação? (Leia aqui!) que não seja de um curso de medicina. Uma grande vantagem é não possuir prova de grado. Dentre as particulares, dizem ser a melhor (eu, pessoalmente, acho tudo a mesma coisa).
Desvantagem: o Preço; 400 a 450 dólares; a mais cara das quatro. Não convalidada nenhuma matéria que não seja de um curso de medicina. Fica longe do centro da cidade.

Preço: 400 a 450 dólares, a média.

Universidad Nacional Ecológica - UNE

É toda verde. Tem lixeiras seletivas e não é lá muito grande, mas vem ampliando bastante nos últimos anos com reformas em laboratórios, banheiros, criou uma biblioteca que não perde para nenhuma boa universidade brasileira, tem Wifi gratis e uso de PCs com internet também gratuito;  e, principalmente, vem exigindo mais de seus professores. Até semestre passado (2/2012) não convalidava nada; agora criou novamente a convalidação de matérias; mas é bem caro pra convalidar e cobram por matéria. Ed: não estão mais cobrando convalidação no momento.

Vantagem: Pequena e tem menos alunos; o que possibilita você conversar com o dono da faculdade quando quer resolver determinados problemas. Vem procurando melhorar a qualidade de ensino nos últimos anos.
Desvantagens: Pouca prática hospitalar e falta de convênios, ou convênios obscuros firmados com hospitais escolas. Longe do Centro. Boatos de corrupção e compra de notas. Dificuldade em resolver problemas simples, pois tudo, absolutamente tudo, precisa passar pelo dono da faculdade, o Don Davi, que vezes ou outra viaja a Miami e deixa o B.O. para trás. Se você tem um problema sério para resolver, precisa esperar ele chegar; sabe-se lá quando!

Preço: No início do curso, cerca de 140 dólares, no final, cerca de 180 dólares.

Universidad Privada Franz Tamayo - UNIFRAZ

Bem localizada e tem um belo prédio. Tem uma boa biblioteca e boa estrutura geral. Faz convalidação, mas é um tanto criteriosa; tenta levar a sério o ensino.

Vantagem: Ótima localização; alguns ótimos professores e procura levar o ensino a sério; não é cara; cerca de 200 dólares.

Desvantagens: como quase todas universidades bolivianas; falta de ensino prático que preste. É importante ressaltar que a UNIFRANZ ainda não formou nenhuma turma; é uma universidade nova.

Preço: cerca de 160 dólares; mas, a depender do semestre, pode chegar a 200.

Universidad de Aquino Bolívia - UDABOL

A maior e mais lotada universidade de Santa Cruz. Só no semestre 1/2012 se matricularam cerca de 2 mil alunos, somente para o primeiro semestre. É hiper lotada e seu prédio, mesmo grande, não consegue comportar todos adequadamente. Falta professores e espaço físico. É a universidade que mais chama atenção por ostentar um prédio enorme (foto) e bonito e, ao lado, um outro prédio também enorme que seria um hospital escola que nunca saiu do papel (há séculos). Fazem muita propaganda e atrai gente de todo o canto.


Vantagens: Convalida até pensamento; teve um conhecido que me disse que convalidaram a matéria de fisiologia de um técnico de enfermagem, mas acho que isso é lenda (mesmo assim não me surpreenderia). Fica perto de hipermercado, pizzaria e baladinha. Ótimo para a molecada descompromissada.

Desvantagens: Lotadíssima, desorganizada (some documentos, não liberam documentos depois de formado em alguns casos) e tem boatos de muita corrupção (a polícia local já prendeu alguns funcionários).

Preço: Depende de quantas matérias estiver levando. Na UDABOL você pode escolher quantas matérias levar e pagar de acordo com o preço de cada matéria e da quantidade que está levando. Varia de 150 a 200 dólares.


Universidad Cristiana de Bolívia - UCEBOL

Universidade com ideologia cristã (cristiana). Porte médio, assim como a Unifrans. Tem uma boa estrutura, um bom prédio e biblioteca. Localização não tão longe do centro, mas precisa pegar ônibus para chegar e fica mais próximo das baladas do que a UNE ou Católica.

Desvantagens: Pouca prática de verdade, excesso de alunos. Outra problemática é a demora na entrega dos documentos do aluno, depois que este conclui o curso.

Vantagens: Parecem levar o ensino mais a sério e foi acreditada no Mercosul (na prática, isso não diz nada, pois o aluno não ganha nada com isso).

Preço: Cerca de 180 dólares.

Nenhuma universidade particular em Santa Cruz tem hospital próprio e as aulas práticas são ministradas em hospitais escolas públicos ou instituições particulares; algumas sem a menor condição de receber alunos de medicina.
Normalmente, as práticas duram uma ou duas horas (ridículo) e mal se tem contato com pacientes (exceto nos últimos semestres, a depender do professor e da instituição).






Alerta! Há inúmeras pessoas prestando assessorias cobrando 1500, 2000 e até 3000 reais para fazer aquilo que você mesmo pode fazer. Muito cuidado.

Sempre coloco a medicina na Bolívia como última opção, tendo em vista as oportunidades que vêm aumentando de fazer no Brasil, porém, se mesmo assim (assim como eu) você quer vir, tome bastante cuidado com enganadores. Muito mesmo!

É só um alerta!




Reações:

2 comentários :

  1. Olá amigo, você ainda estuda na Bolívia? Então, tenho 19 anos e pretendo cursar medicina na UNE com meu cunhado, gostaria de opiniões suas sobre o curso de medicina lá..... Gostaria muito que me ajudasse, meu e-mail é guipnaves@hotmail.com ... Muito obrigado, Guilherme

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, GUIPNAVES1, Adicione nosso facebook curtindo nossa página, la tiramos todas as suas dúvidas. Abraço!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...