sábado, 28 de fevereiro de 2015

Resumo 2014/2015


Esse post é sobre minha história fazendo medicina na Bolívia, leia desde de o início clicando aqui.



Como muitas coisas vem acontecendo ao mesmo tempo e eu ando meio ocupado para escrever minha história na Bolis mais detalhadamente, vou fazer, a partir de agora, pequenos resumos.

Vamos lá:

O ano de 2014 foi um bom ano. Cheio de altos e baixos. Mas finalmente acabou, chegou as férias de fim de ano e já se acabaram as férias de fim de ano.

Momentos marcantes do ano de 2014:

1.           Acabei o décimo semestre (ufaa)
2.           Conheci duas pessoas ultramegablasters especiais
3.           Assisti a Copa no Brasil e vi nossa seleção perder de 7 a 1 da Alemanha (isso não tem nada a ver comigo na Bolívia, mas tinha que citar).
4.           Vivi momentos show que não posso citar aqui.
5.           Ganhei uma rifa... J
6.           Mudei de casa 2 vezes.
7.           Levei um golpe na olx.
8.           Aprendi a amolar uma tesoura.
9.           Terminei um namoro de alguns anos.
10.       Aprendi a fazer lasanha e macarrão com queijo.

Bom, ai acabou o 2014 e começou o 2015, férias de fim de ano no Brasil. Foi produtivo e interessante em vários aspectos. 

Resumidamente:

1.           Passei o réveillon na praia e foi da hora, lugar perfeito com pessoas de verdade. Natal foi mais ou menos.
2.           Fui ver minha filhota no ES, passando em BH. Isso foi o melhor das férias, minha filha está linda e passamos dias extremamente especiais. Nos divertimos muito. Te amo filhota!!!
3.           Revi minha mãe em sampa, ela continua firme e forte; mulher guerreira.
4.           Joguei muita sinuca e perdi pra caralho. Azar no jogo.
5.           Trabalhei na Ambulância e até dei plantão de... ops...
6.           Fui ao centro de SP, perambulei pela 25 de Março, Santa Ifigênia, comi dog de rua, acarajé, pastel de feira e fiz quase tudo que gosto de fazer em Sampa. Faltou o Mercado Municipal.
7.           Revi amigos eternos e que tinha abandonado por motivos sem sentido.
8.           Chorei, eu e minha filhota, por 15 minutos, no meio da madrugada. Já com saudades antes de partir.
9.           Teve muito mais coisas, claro, mas que obviamente não vou citar aqui.
    10.        Voltei para Bolívia para internato.

Frases marcantes de 2014/2015:
“Eu estou em câmera lenta, é por isso que eu não estou em câmera lenta”(Maria Clara, 2015).
“Um boquete, um peido e um copo d’agua não se nega a ninguém” (Undisclosed Recipients, 2014).
“Te amo. Que tanto? Do tamanho de um... grampo kkk” (Undisclosed Recipients, 2015)
“A ello le gusta las chicas?” (Professor que não vou citar perguntando se um aluno – que tb não vou citar - era gay).
“Alair, você tem uns 26 anos, né?” (Essa pessoa estava com ironia, acho... apenas acho)
“A Bolívia faz parte do Brasil?” (Undisclosed recipientes, 2015. Na ocasião eu contava que fazia medicina na Bolívia e a pessoa me soltou essa)
“Hmm, então é outro país, mas você sabe falar inglês?” (A mesma pessoa do item acima)
“Sério que você vai de ônibus, e para atravessar o mar?” (A mesma pessoa, já estava pensando que estava me zuando)
“Não fala!” (Maria, para eu não falar do assunto de ter de ir embora no dia seguinte e deixar apenas rolar)
“Te amo pai”. “Te amo filha” (Nem preciso dizer)

Teve muito mais, mas claro que nem vou me estender com isso. O fato é que não vejo a hora desse “bendito” curso terminar e ter histórias mais interessantes para contar.


Essa postagem faz parte de minha história fazendo medicina na Bolívia. Continue lendo, clique aqui.











Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...