terça-feira, 17 de março de 2015

Uma mensagem para mim mesmo no futuro



Essa é uma mensagem para mim mesmo A F Ramos, no futuro, no ano de 2020, daqui 5 anos. Isso é o que eu diria a mim mesmo se me encontrasse por lá. 
Leia minha história desde o início, clique aqui.

Como você bem sabe, você, por algum motivo obscuro, resolveu fazer medicina na Bolívia e, apesar de neste momento (em que escrevo, não em que leio) eu não ter certeza de que fiz a coisa certa, você, A F Ramos do futuro, deve estar orgulhoso de si mesmo, não?!

Mas não estou aqui para falar propriamente do futuro, estou aqui para lembrar-te de algumas coisas que, certamente, na natural condição humana, já deves ter esquecido. E nem vou entrar contigo no discurso barato falando das pessoas que vêm te ajudando (porque sei que você não gosta), até porque disso, creio eu, você não deve esquecer, correto? Correto, né?!

Bom, meu caro amigo, eu estou aqui sentado sob uma mesinha velha, num país que não é o meu, lendo livros de um idioma que domino pouco, assistindo vídeo-aulas enormes das quais espero tirar 20% de proveito (você deve se lembrar dos vídeos do Medcurso, espero que você já tenha a versão 2019, eu estou com a de 2010), comendo pollos contaminados, com saudade da Maria Clara (a essas alturas, ai no futuro, uma moçoila), de minha mãe, etc, etc e de tudo que deixei para trás somente para você estar ai agora numa posição mais confortável. Aproveite, meu caro. Não pare para escrever outra carta a si mesmo contando perrengues. 

Viva, aproveite.


Havia pouco, falava com um amigo sobre o que faremos quando nos formarmos. Sim, dar plantões... sim, trabalhar no feridão... sim, dobrar um natal ou um ano novo, mas comentávamos também de que devemos aproveitar... ir à praia, churrasco com amigos, tirar uma semana com a família, viajar com sua filha e, com ela, conhecer a Europa (se a Dilma não estiver destruído o Real) e muitas outras coisas dignas de nota. Faça isso e muito mais! É por isso que estou aqui me fodendo agora, para que você, bonitão, aproveite ai o que conquistei para ti. Para que viva, finalmente, aquilo que sempre quis viver contigo e sua família. Ta, ta, ta... Eu sei que deve estar pensando “esse cara só pode estar louco, pensa que ser médico é sinônimo de riqueza”, mas, lembre-se, o máximo de salário que já recebeu até hoje foram 2 mil reais, então pare de chorar.

Aproveitando que estou aqui, devo te fazer algumas perguntas e questionamentos:

1)       Você não casou, né?!

2)       Esqueceu a ideia terrível de fazer transplante capilar, né?



3)       Levou sua mãe ao Vaticano (sonho dela)? Se não, faça isso agora, nem continue lendo, deixe tudo o que estiver fazendo, compre as passagens e vá, sem desculpas!

4)       Não me diga que fez especialização em psiquiatria, teimoso!




5)       Ligue àqueles seus amigos que há tempos não conversa. Chame a um Chopp.





6)       Entre para a academia (sim, em 2020 eu entro, prometo!).





7)       Não vote no PT, nunca mais.




8)       Leia “A Arte da Guerra” de novo.

9)       Seja menos chato 


Não me mande tomar no cu por recomendar isso, é sério... seja menos chato.


10)    Lembre e ajude, se puder, pessoas importantes em sua vida, não só seus irmão, filha e mãe, mas alguns amigos, primos, tios, madrinha, padrinho, aquela pessoa que te aguentou no whatsapp quando quase desiste do seu curso, e você não estaria ai agora se não fosse isso.




11)    Não coma comidas saudáveis. Isso é bobagem e certamente ai no futuro já descobriram isso, acertei?




12)    Trate bem seus pacientes.

Mesmo que tenha a sola dos pés sujas.


13)    Aprenda a gostar de pessoas (ta, eu sei que odeia pessoas, mas se esforce um pouco).

14)    Seja menos teimoso... siga aquilo que planejou sistematicamente.



15)    Continue esse cara espetacular!



16)    PERMITA-SE

Deve ter mais coisas que você gostaria de ler aqui, né. Eu sei... eu te conheço. Deve estar pensando que eu estava meio sem imaginação nesse dia (hoje, no caso) e que eu devia ter coisas mais importantes para te dizer, mas você está errado (Por menos que admita estar errado). Não quero que trabalhe mais tanto como vem fazendo, não quero que fique mais planejando coisas legais sem nunca fazer como sempre fez, não quero ver você como me vejo agora. Quero que desfrute de seu potencial, que viva ele e não por ele. Hoje estou vivendo por você ai, sacou, agora chega de fazer isso.

Seja em 2020 o que já deve começar a ser agora.


Esse texto faz parte de minha história fazendo medicina na Bolívia. Quer ler desde o início? Clique aqui ou continue lendo clicando aqui.




Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...