terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Reunião decide pelo fim da Província e Prova de Grado



Ontem (16/12/14), em Santa Cruz de la Sierra, na Universidade Nacional Ecológica, UNE, foi realizada uma reunião entre as autoridades governamentais bolivianas de educação e médicas, dentre eles, um dos donos da UNE, Jerjes Justiniano, que também é embaixador da Bolívia no Brasil, onde teria ficado decidido o fim da Prova de Grado e do cumprimento da Província. As informações não são oficiais, mas, segundo consta, tal decisão precisa, ainda, ser aprovada pelo presidente Evo Morales.

Com o fim da Província e do Grado, ao final do internato, o aluno já poderia requerer seu diploma, sem esperas extras.

Tais mudanças, se verdadeiras e firmadas, tem como intenção desburocratizar o processo de formação médica na Bolívia e de impedir a migração em massa ao Paraguai, como vem acontecendo nos últimos períodos.

Entretanto, como tudo na Bolívia, essa promessa (antiga) precisa ser demonstrada oficialmente para que seja acreditada por nós, estudantes, já que convivemos com tal (des)ilusão há anos. De qualquer forma, nunca esse tema foi tão amplamente debatido e o que se espera, tanto os heroicos alunos como os donos das universidades, é que algo seja feito, pois, se nada fizerem, as migrações ao Paraguai continuarão.

Resta saber o que colocarão no lugar, como fundo de lucro, já que o custo para se inscrever e realizar a prova de grado é extremamente alto e, duvido, esse dinheiro não será esquecido assim tão facilmente.


Leia também:

Esta postagem, como quase todas as outras deste Blog, tem características de editorial e não tem construção jornalística. As informações são dissertativas e, quase sempre, reflete a opinião do autor e não uma verdade absoluta.



Reações:

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...